Sustentabilidade como um diferencial competitivo no mercado de varejo

Sustentabilidade é o termo que engloba todas as ações pensadas para suprir as necessidades da sociedade no presente, possibilitando o seu desenvolvimento, mas sem comprometer o futuro. É a busca do progresso econômico sem causar danos ao meio ambiente. O conceito já é discutido desde a década de 70, mas pode-se dizer que ganhou mais repercussão na virada do milênio.

Por que o varejo precisa ser sustentável?

A primeira e mais óbvia razão de todas é: porque as empresas varejistas sabem que isso é necessário e a partir do momento em que optam por seguir o caminho contrário estão indo contra uma das maiores tendências mundiais.

Hoje, com o progresso das pesquisas nessa área, todo mundo sabe quais são os riscos que o planeta e a humanidade correm se os meios de produção e consumo não forem sustentáveis. Por isso, quem ignora a grandeza disso é muito mal visto.

Outra razão diz respeito à parte financeira. Ser mais sustentável significa acabar com os desperdícios e isso reduz custos, por consequência, aumenta a lucratividade. Produzir e vender mais gastando somente o necessário é a lógica de todo negócio, especialmente em momentos de instabilidade econômica.

O setor varejista, enquanto responsável pela distribuição da maior parte dos bens comercializados, não pode se manter indiferente à necessidade de defender o futuro do planeta.

Sustentabilidade como diferencial competitivo no varejo

Uma empresa é muito mais do que o produto em si que comercializa. Ela é marcada por elementos simbólicos, intangíveis, que constroem a sua identidade. Como por exemplo, o vínculo emocional criado com os consumidores, o know-how no setor, a sua história, a imagem conquistada perante o público, a reputação e diversos outros.

Todo esse universo simbólico é tão (ou mais) importante quanto o portfólio de produtos para que uma marca se consolide porque quando o consumidor compra algo, ele não está comprando apenas aquele bem, mas todos esses valores agregados a ele.

E é nesse sentido que a sustentabilidade se torna um diferencial competitivo no varejo. Quando a empresa adota práticas verdadeiramente sustentáveis e consegue comunicar isso de forma assertiva ela está se reposicionando estrategicamente, adicionando mais um valor (de extrema importância, diga-se de passagem) ao seu universo simbólico.

As pessoas que se identificam com as causas ambientais (um grupo bem promissor, que ganha mais adeptos a cada dia) vão dar preferência a essa empresa, porque fazem questão de incentivar iniciativas ecologicamente corretas.

A empresa acaba se apoiando num pilar de responsabilidade socioambiental. E quem observa de fora percebe que aquele empreendedor não está preocupado apenas em lucrar sem olhar ao redor. Ele tem consciência da sua realidade e deseja fazer a sua parte em relação a ela. A carga positiva que isso agrega à marca é incomensurável.

A sustentabilidade como diferencial competitivo reside no campo do intangível, por isso alguns varejistas ainda não perceberam a sua importância. Dê você um passo a frente!

Uma das funcionalidades do aplicativo Top Trade é o controle de estoque, etapa essencial para reduzir o desperdício. Deixe seu contato e nossos consultores apresentação uma solução personalizada para você.